domingo, 23 de junho de 2013

O fim de um ciclo e Universidade de Coimbra património mundial

Cada período que se ultrapassa, cada nova etapa que se inicia, tanto eu como a Lígia não nos conseguimos distanciar de tudo o que passámos.

As lágrimas teimam em nos perseguir e no meio do entusiasmo geral, ficamos sempre contemplativos em que um misto de emoções nos assaltam!

Ontem foi um dia importante na vida do Alex e por coincidência fica ligado a um dia importante para Coimbra, o dia em que a sua Universidade foi considerada "património mundial".


O Alexandre passou para o 5º ano, como antigamente dizíamos "passou para o ciclo", para outra nova etapa que agora se inicia.

Bastante emocionado estáva, porque como referi, nestes momentos, vem-me sempre à memória tudo pelo que passámos naquela cidade, "às mãos" dos "produtos" desta Universidade!


A Universidade de Coimbra, o Dr. Emanuel, a Dra. Isabel, o Prof. Linhares Furtado, etc, etc, etc, salvaram a vida do nosso filho e mais que um património material, existe outro património, o património cientifico/académico, o património humano, etc, etc, etc!

O Alexandre é um testemunho vivo que Portugal tem coisas muito mais importantes para fazer que aturar troikas, ministros obstinados e parvoíces!

O importante mesmo é viver, é estarmos vivos e dar às coisas o seu real valor!

Durante a actuação na festa de ontem da turma do Alexandre, eles tiveram de reproduzir a dança da equipa Neozelandesa de Rugby e o Alexandre um pouco renitente em mostrar a cicatriz, ouviu estas palavras do seu amigo Leonardo: "Até ficas melhor, dá-te um ar mais selvagem!" 
 
O Leonardo, sempre bem disposto e sorridente, mostrou ao Alexandre uma vantagem e o efeito foi automático e bem conseguido, o Alex foi para a dança com o ar mais selvagem que conseguiu! Na foto de cima o Leonardo tem uma legenda com o seu nome e na foto de baixo está vestido de marinheiro, mas com a cara tapada pelo Alex.
 
No dia 26 do próximo mês de julho fará nove anos sobre a data do transplante.
 
 
É uma data que nunca festejamos por honra da memória do dador, mas este dador anónimo continua connosco nos N/ corações e vê o mundo pelos olhos do Alex.
 
Termino agradecendo ao Externato S. Miguel de Ovar por eles também nos terem ajudado a chegar aqui com sucesso. Um carinho especial para a Profª. Marta que tanto fez, tando se dedicou e ontem estava visivelmente emocionada ao ver os seus 23 pimpolhos "partir"!
 
Que Deus os proteja a todos e lhes mostre o caminho certo, sempre!
 
Amigos para sempre!



sexta-feira, 21 de junho de 2013

Ser Espiritual - Da Evidência à Ciência / Luis Portela

Hoje chegou-me esta informação/convite por e-mail e não posso deixar de a publicitar no meu blog!! Sem dúvida, uma panóplia de temas interessantes e admito a minha surpresa por virem de quem vem! Não conheço pessoalmente o Dr. Luís Portela, mas já trocámos alguns mails, ele leu o meu livro e sempre se mostrou muito afável e simpático, mas tratando-se de alguém fortemente ligado à Industria Farmacêutica, de formação académica na área da medicina, quase parece uma heresia, o seu atrevimento em abordar uma dimensão espiritual, o lado transcendental do que a ciência não explica! Do "médico", CEO da Bial, talvez se esperasse algo mais factual, mais objectivo, mais 'terreno' e nada esotérico, mas não, o Dr. Luis Portela surpreende-nos com "um não sei quê" de místico e divinal! Boa, gostei! Confesso que fiquei espantado e estou realmente curioso por o ler!!

Transcrevo agora o texto enviado pela Vital Health.

Dia 26 de junho, pelas 18h30, realiza-se no El Corte Inglés, em Lisboa, a sessão de apresentação do livro "SER ESPIRITUAL - Da Evidência à Ciência". A obra, editada pela Gradiva, é da autoria do Doutor Luís Portela, presidente da companhia farmacêutica Bial.

O livro será apresentado pelo neurocirurgião e Presidente do Instituto de Medicina Molecular, João Lobo Antunes, e pelo Psiquiatra e Professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, Mário Simões.

"Ser Espiritual – Da Evidência à Ciência"  é a primeira obra em que o autor revela de forma mais aprofundada um dos interesses que sempre esteve presente na sua vida – a compreensão da dimensão integral do Homem, tanto sob os aspectos físicos como sob o ponto de vista espiritual.

Cruzando saberes tradicionais com os resultados da mais recente investigação científica na área, Luís Portela reflecte sobre o indivíduo no seu todo, questionando o seu lugar no rumo que a Humanidade segue actualmente, alvo de um assinalável progresso tecnológico mas cada vez mais alheada do desenvolvimento da sua dimensão espiritual.

Num momento em que observa com particular acutilância que, no indivíduo, o Ter se sobrepõe cada vez mais ao Ser e em que parece chegar-se ao limite de já nem fazer falta Ter, bastando apenas Parecer, afigurou-se ao autor oportuno procurar recentrar o Homem no âmago do seu ser espiritual através de um conjunto de linhas orientadoras que partilha com o leitor nesta sua obra.

Explorando temas, como a harmonia, a consciência, as vidas passadas, a sensibilidade, o sexto sentido, a intuição, o livre-arbítrio, os valores universais ou a reencarnação, Luís Portela sugere ao leitor um prévio despojamento de conceitos e preconceitos, uma grande abertura a uma perspetiva diferente dos conhecimentos aceites pela cultura vigente, de modo a que a leitura desta obra o permita perspectivar o Universo a partir do seu eu espiritual de uma forma harmoniosa, consistente e útil para vida futura.


EXCERTO:

Aparentemente, a Humanidade tem feito uma grande progressão no domínio tecnológico, mas, mantendo-se embriagada com a exploração material e distraída com um mar de futilidades, tem deixado para segundo plano a descoberta do espiritual. O ter tem-se sobreposto ao ser. E, recentemente, parece que já nem faz falta ter, basta parecer.

Tendo assumido a ilusão tal dimensão, afigura-se oportuno lembrar a essência das mensagens dos Mestres, procurando recentrar o Homem no âmago do ser. Foi o que procurei fazer nas páginas seguintes, cruzando os saberes tradicionais com os resultados de investigação científica recente; também sintetizando ideias e alguns textos já por mim apresentados noutras alturas. Desejo que o leitor tenha muito prazer na sua leitura e que dela resulte algo útil para si.

Nesse sentido, sugiro um prévio despojamento de conceitos e preconceitos, uma grande abertura a uma perspetiva diferente dos conhecimentos tradicionalmente aceites pela cultura vigente. Ou seja, uma real abertura do leitor a perspetivar o Universo a partir do seu eu espiritual.


DEPOIMENTOS SOBRE O LIVRO:

"A melhor bagagem para iniciar a viagem da leitura deste livro é uma mala vazia de tudo menos da surpresa de se deixar conduzir pela visão de um homem mais conhecido pela sua vida empresarial de êxito como presidente da Bial, que tomou a decisão, quanto a mim extraordinária e corajosa, de partilhar com os outros aquilo em que profundamente acredita e que é a sua perspetiva espiritual num mundo escola."
MARIA DE SOUSA - Professora do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar da Universidade do Porto

"Consciente do carácter polémico de boa parte dos seus posicionamentos, raramente assumidos por quem como ele regista sólida formação académica, mas usando da prudência incompatível com o aventureirismo das novas teses, ou com o dogma dos conhecimentos cristalizados, Luís Portela oferece o visível a quem já vê, levantando do mesmo passo, a quem aspira a ver um pouco mais, a cortina que esconde paisagens por enquanto não de todo evidentes."
MÁRIO CLÁUDIO - Escritor

"A atitude que o autor propõe e que fundamenta ao longo do livro é a de estar atento e disponível para deixar acontecer, absorvendo ou expandindo a expressão do TODO no indivíduo e, naturalmente, na vida quotidiana. Após a sua leitura, fica-se com um sentimento de coerência do sentido da VIDA, mas também com um conhecimento que nos desperta uma paz inquieta, para querer saber mais."
MÁRIO SIMÕES - Professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa

O AUTOR:

Luís Portela nasceu em 1951 no Porto, onde se licenciou em Medicina. Exerceu atividade clínica apenas durante três anos e foi durante seis docente da cadeira de Psicofisiologia, na Universidade do Porto.

Iniciou atividade empresarial com 21 anos e aos 27 assumiu a presidência da companhia farmacêutica Bial, tendo em Janeiro de 2011 passado a chairman. Também é presidente do Conselho Geral da Universidade do Porto e do Health Cluster Portugal. Foi vice-presidente da Fundação de Serralves e membro da Direção da Cotec.

Em 1994 criou com Bial e o Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas a Fundação Bial, tendo como objetivo incentivar a investigação centrada sobre o Homem, tanto sob os aspetos físicos como sob o ponto de vista espiritual. Esta fundação criou um sistema de Bolsas de Investigação Científica, que já apoiou mais de 1.500 investigadores de 27 países, nas áreas da Psicofisiologia e da Parapsicologia. Também atribui um dos maiores prémios europeus na área da Saúde – o Prémio Bial.

Entre outras distinções, aos 40 anos foi condecorado pelo Presidente da República como Comendador da Ordem do Mérito e aos 50 com a Grã-Cruz da Ordem do Mérito. É Doutor Honoris Causa da Faculdade de Medicina de Cádis, Espanha, e da Universidade do Porto. Em 1998 foi distinguido com o Prémio de Neurociências da Louisiana State University, nos EUA. Em 2010 foi eleito Membro Honorário da Parapsychological Association of the American Association for the Advancement of Science.


__________________________________

Obra é apresentada também no Porto
Dia 9 de julho, terça-feira, pelas 18h30 terá lugar uma sessão de apresentação do livro "SER ESPIRITUAL - Da Evidência à Ciência" na Fundação de Serralves no Porto, que contará com as intervenções do Professor da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto e Diretor do IPATIMUP, Manuel Sobrinho Simões, e do Escritor Mário Cláudio

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Dia Nacional de Itália - 05 de Junho

Este ano e para N/ surpresa, fomos convidados pelo Exmo. Sr. Embaixador de Itália, a festejar o Dia Nacional de Itália na Embaixada em Lisboa.

Foi um evento diferente, com algumas surpresas e curiosidades, fica aqui uma foto para a posterioridade!

sábado, 1 de junho de 2013